domingo, 20 de fevereiro de 2011

Treinamento Funcional PROGRAMA COMPLETO Parte IV

AGILIDADE



A agilidade é a capacidade de iniciar o movimento de forma vigorosa, acelerar, desacelerar, mudar rapidamente de direção sem perder equilíbrio, controle sobre o corpo e velocidade.

Esta é uma capacidade que tem grande influencia no sucesso de atletas de alto nível. Nos dias atuais quanto mais ágil for o atleta, maiores são as chances dele se antecipar e realizar movimentos decisivos no seu desporto.

Quando falamos em agilidade não podemos deixar de falar de força corporal relativa, que é a capacidade do individuo exercer o máximo de  força em relação a sua massa corporal. Quanto melhor for esta relação, maiores são as chances de sucesso.

Um exemplo simples é só imaginarmos um individuo de 70kg que tem uma força X, se este mesmo individuo aumentar sua massa corporal e permanecer com esta mesma força X implicará em um decréscimo de força relativa o que vai diretamente influenciar na capacidade do mesmo de promover forca de forma rápida e equilibrada.

A agilidade é uma habilidade biomotora que deve ser estimulada por um longo período e não apenas em determinados microciclos ou mesociclos. Segundo Halberg, GV a agilidade é uma habilidade que é desenvolvida com o tempo e com muitas repetições.

A chave para melhorar a agilidade é minimizar a perda de velocidade quando é mudado o centro de gravidade de posição. Exercícios específicos devem estimular mudanças bruscas de direção sejam elas para frente, para trás e para os lados.

Segundo Graham  2005, o treinamento de agilidade trás 3 benefícios fundamentais para atletas.

1. Neuromuscular Adaptação: Treinamento de agilidade pode ser um dos mais efetivos caminhos para melhorar o sistema neuromuscular e habilidades especificas do esporte necessários para uma boa performance. A inclusão deste treinamento em um macrociclo anual promove uma excelente ligação e transferência do treinamento força e de condicionamento especifico para o que é realmente exigido no dia do jogo.

2. Consciência Corporal: Um dos benefícios mais evidentes é a melhora da consciência corporal resultante de uma maior exigência no que se refere à boa postura biomecânica.  Para o aumento da performance é necessário que o atleta melhore seu alinhamento corporal o que resulta em ganhos em senso de controle mesmo em movimento rápidos e multi-direcionais.

3. Prevenção de Lesões e  Diminuição no Tempo de Reabilitação: Quando o atleta pratica exercícios de agilidade ele esta ensinando ao seu corpo como deve reagir a situações imprevistas sejam elas de mudança de direção, aceleração e desaceleração brusca. Isto faz com que seu corpo esteja mais preparado reagindo de forma antecipada protegendo todas as suas estruturas. Quando o atleta já tem a conexão neuromuscular bem trabalhada fica mais fácil e rápido de seu corpo reagir a lesões se recuperando de forma mais eficiente.

Componentes da Agilidade

A agilidade como outras habilidades biomotoras, são interdependentes, ou seja o desenvolvimento de uma vai influenciar diretamente a melhoria do desempenho de outra.  As habilidades que tem mais influenciam sobre a agilidade são:
Força, Potencia, Coordenação, Equilíbrio Dinâmico, Aceleração, Desaceleração e Flexibilidade Dinâmica.

Isto é mais um exemplo que para um programa completo de treinamento funcional devemos estimular o corpo de forma completa, fornecendo ao nosso corpo uma biblioteca cheio de possibilidades de movimento. No nosso conceito, isso sim é Treinamento Funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário