sábado, 18 de junho de 2011

LIBERAÇÃO MIOFASCIAL - PARTE 2

- QUE TAL UMA MASSAGEM?



Já pensou em antes de dar inicio a sua sessão de exercícios diários fazer uma bela massagem? Parece utópico porem vem a cada dia se tornando real e essencial ao bom resultado do treinamento seja ele voltado para saúde ou para performance. Basta a inclusão de 5 a 10 minutos no máximo por sessão de treinamento para sentir os benefícios da técnica batizada de Auto Liberação Miofascial (ALM).

Quem já faz não consegue mais largar e quem ainda não testou não sabe o que esta perdendo. Nada de esteiras modernas, equipamentos super confortáveis e auto ajustáveis, para mim a melhor e mais barata invenção dos últimos 5 anos em equipamentos
voltados  para o fitness foram os equipamentos de ALM. Um destes é um rolo feito de um material simples e barato (Espuma, Isopor, PVC e etc) que vem ajudando muitos praticantes a fugir de incômodos articulares e musculares como também tem auxiliado no aumento de mobilidade articular pré-treino o que favorece a uma biomecânica adequada diminuindo o stress articular desnecessário e danoso para a saúde dos praticantes de atividade física.

O método de liberação miofascial consiste em aplicar uma determinada pressão ao tecido com o intuito de deformá-lo buscando uma reação química que ira resultar numa maior liberdade entre o músculo e a fascia muscular. A fascia é uma lâmina de tecido conjuntivo que envolve cada músculo, com as funções de: bainha elástica de contenção e de facilitar o deslizamento dos músculos entre si.

O sistema músculo-esquelético é uma sinergia entre músculos e ossos. Os músculos e os tecidos conectivos fornecem tração contínua e os ossos, compressão descontínua, fortalecendo-se mutuamente. Ossos e cartilagens oferecem compressão para fora contra a rede miofascial e esta tenciona tentando puxar para dentro em direção ao centro. Essa tração e compressão essenciais para estabilidade e mobilidade do corpo. Como podemos ver o equilíbrio entre todas essas estruturas é fundamental para a saúde de nosso corpo.

Após uma lesão muscular, uso inadequado da musculatura, treinos intensos, mal hábito postural dentre outras situações o nosso corpo reage formando o que chamamos de pontos de gatilhos. Estes pontos iniciam de forma inconsciente e mesmo nesta fase já afeta o bom padrão postural interferindo no bom funcionamento do sistema músculo-articular. Eles também podem interferir na coordenação e na força muscular, reduzindo a efetividade de seu treinamento com pesos, treinamento de agilidade ou treinamento cardiovascular.

Outro fato importante é o ganho de mobilidade articular pré-treino proporcionado por tal técnica. Todas as nossas articulações possuem uma amplitude e um trilho ideal de movimento. Um teste bem fácil para testarmos essa mobilidade seria o agachamento a fundo. Quantos de nós consegue agachar de forma profunda mantendo todas as curvaturas articulares adequadas e ao mesmo tempo manter o alinhamento postural?

Antes de iniciarmos nossos alongamentos preparatórios para a pratica esportiva, devemos fazer a ALM assim iremos colher mais frutos desse treino. Uma analogia bem esclarecedora é a da Banda Elástica. Se pensarmos que nossos músculos funcionam como bandas elásticas e os pontos de gatilho citados acima são como nós atados, podemos imaginar que tais elásticos não conseguem ter a mesma elasticidade e resistência de um elástico livre de tais pontos. A ALM auxilia no alongamento e na liberdade articular evitando principalmente as lesões esportivas.



Seis Pontos Essenciais:



   1-  Panturrilha (Sóleo, Gastrocnêmico e Tibial Posterior)
   2-  Quadríceps
   3 - Banda Ílio-tibial
   4 - Psoas
   5 - Piriforme e Glúteo
   6 - Grande Dorsal




Fica a dica:
Se você é um atleta, praticante de atividade física ou está com algum incomodo músculo-articular não deixe de fazer a Auto Liberação Miofascial antes de seus treinos.

Fique longe de dores e lesões.                                                                             

Nenhum comentário:

Postar um comentário