sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

DICAS DE ALIMENTAÇÃO PARA O CARNAVAL


É com imenso prazer que abro espaço aqui no blog para a nutricionista Fabiana Fontes dar algumas dicas sobre alimentação no período do carnaval. Espero que gostem..



O carnaval é uma verdadeira maratona, por isso exige cuidados redobrados. Algumas dicas saudáveis e práticas podem evitar que os efeitos das bebidas, comidas, alto gasto energético, longa exposição ao sol, poucas horas de sono, agridam de forma exagerada o organismo.

  • Alimente-se durante a festa e não fique mais que 3 horas sem se alimentar. Escolha alimentos leves e que favoreçam uma rápida digestão, como barrinhas de cereais, frutas, inclusive desidratadas ou então sucos. Desta forma, irá repor a energia que o organismo precisa.

  • Beba bastante liquido. Os sucos naturais de frutas são uma ótima opção, pois além de hidratarem, fornecem um açúcar natural (frutose) que repõe a energia consumida. As bebidas isotônicas são também uma ótima escolha, porque repõem os eletrólitos como sódio, potássio, magnésio e cloro perdidos com a transpiração. A água de coco além de refrescante e deliciosa é rica em sais minerais e nutrientes. A água é também fundamental.

  • Dê preferência aos alimentos fontes de vitaminas antioxidantes (vitaminas A, E e C), que diminuem a ação prejudicial do aumento de radicais livres (substâncias oxidativas), ocasionada nesta condição de maior desgaste físico. Exemplo: cenoura, mamão, abóbora, óleos vegetais, gérmen de trigo, cereais integrais, frutas cítricas como laranja, limão, acerola, vegetais de folhas verdes escuras entre outras.   

  • Consuma fontes de proteínas pobre em gorduras, como: Iogurte e leite desnatado, carnes magras, peixe ou frango, queijo magros e peito de peru. Estes alimentos vão garantir o consumo de proteína adequado ao longo do dia e, sendo pobre em gorduras, facilitarão a sua digestão.  Evite comidas gordurosas como churrasco, feijoada, panelada ou buchada. A digestão da gordura é lenta e pode provocar sonolência e desconforto abdominal.   

  • O folião deve tomar muito cuidado nesta época com as infecções alimentares. Não coma alimentos que estiverem expostos. Nesta condição, as bactérias se multiplicam mais rapidamente. Escolha locais limpos e que tenham profissionais preocupados com a manipulação correta dos alimentos.

Aproveite o carnaval, mas não descuide da sua saúde.                                                                

Fabiana Fontes - Nutricionista
CRN-RJ: 20001004934

                                                                 
                                                      

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Treinamento Funcional PROGRAMA COMPLETO Parte IV

AGILIDADE



A agilidade é a capacidade de iniciar o movimento de forma vigorosa, acelerar, desacelerar, mudar rapidamente de direção sem perder equilíbrio, controle sobre o corpo e velocidade.

Esta é uma capacidade que tem grande influencia no sucesso de atletas de alto nível. Nos dias atuais quanto mais ágil for o atleta, maiores são as chances dele se antecipar e realizar movimentos decisivos no seu desporto.

Quando falamos em agilidade não podemos deixar de falar de força corporal relativa, que é a capacidade do individuo exercer o máximo de  força em relação a sua massa corporal. Quanto melhor for esta relação, maiores são as chances de sucesso.

Um exemplo simples é só imaginarmos um individuo de 70kg que tem uma força X, se este mesmo individuo aumentar sua massa corporal e permanecer com esta mesma força X implicará em um decréscimo de força relativa o que vai diretamente influenciar na capacidade do mesmo de promover forca de forma rápida e equilibrada.

A agilidade é uma habilidade biomotora que deve ser estimulada por um longo período e não apenas em determinados microciclos ou mesociclos. Segundo Halberg, GV a agilidade é uma habilidade que é desenvolvida com o tempo e com muitas repetições.

A chave para melhorar a agilidade é minimizar a perda de velocidade quando é mudado o centro de gravidade de posição. Exercícios específicos devem estimular mudanças bruscas de direção sejam elas para frente, para trás e para os lados.

Segundo Graham  2005, o treinamento de agilidade trás 3 benefícios fundamentais para atletas.

1. Neuromuscular Adaptação: Treinamento de agilidade pode ser um dos mais efetivos caminhos para melhorar o sistema neuromuscular e habilidades especificas do esporte necessários para uma boa performance. A inclusão deste treinamento em um macrociclo anual promove uma excelente ligação e transferência do treinamento força e de condicionamento especifico para o que é realmente exigido no dia do jogo.

2. Consciência Corporal: Um dos benefícios mais evidentes é a melhora da consciência corporal resultante de uma maior exigência no que se refere à boa postura biomecânica.  Para o aumento da performance é necessário que o atleta melhore seu alinhamento corporal o que resulta em ganhos em senso de controle mesmo em movimento rápidos e multi-direcionais.

3. Prevenção de Lesões e  Diminuição no Tempo de Reabilitação: Quando o atleta pratica exercícios de agilidade ele esta ensinando ao seu corpo como deve reagir a situações imprevistas sejam elas de mudança de direção, aceleração e desaceleração brusca. Isto faz com que seu corpo esteja mais preparado reagindo de forma antecipada protegendo todas as suas estruturas. Quando o atleta já tem a conexão neuromuscular bem trabalhada fica mais fácil e rápido de seu corpo reagir a lesões se recuperando de forma mais eficiente.

Componentes da Agilidade

A agilidade como outras habilidades biomotoras, são interdependentes, ou seja o desenvolvimento de uma vai influenciar diretamente a melhoria do desempenho de outra.  As habilidades que tem mais influenciam sobre a agilidade são:
Força, Potencia, Coordenação, Equilíbrio Dinâmico, Aceleração, Desaceleração e Flexibilidade Dinâmica.

Isto é mais um exemplo que para um programa completo de treinamento funcional devemos estimular o corpo de forma completa, fornecendo ao nosso corpo uma biblioteca cheio de possibilidades de movimento. No nosso conceito, isso sim é Treinamento Funcional.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

CrossFit na Mídia - Jornal O Estado 16.02.11

O ESTADO



ESVAZIE OS PNEUS PARA O CARNAVAL
 

Um dos períodos mais esperados do ano está chegando. Falta menos de um mês para o carnaval e é hora de correr para ficar com o corpo bonito. No entanto, foi-se o tempo em que o único motivo para praticar atividades físicas era a estética. Hoje as pessoas perceberam que fazer exercícios é sinônimo de saúde e, por isso, estão atrás de modalidades cada vez mais completas que proporcionem boa forma e qualidade de vida.
Pra quem busca essa tendência, o Treinamento Funcional aparece como prática mais adotada nas academias de todo o país. A nova modalidade de atividade física reúne todas as ferramentas necessárias para promoção de saúde, melhoria da estética e performance.

SAI MAQUINÁRIO, ENTRA MOVIMENTOS

Diferente da musculação convencional, que trabalha grupos musculares isolados em cada exercício, o objetivo do treinamento é trabalhar o corpo de forma global. Na nova forma de malhar, o maquinário tradicional das academias cede espaço a movimentos, acessórios e estímulos diferentes, que visam trabalhar o movimento do corpo. “A musculação estimula somente a força. Já o treinamento funcional trabalha outras habilidades como equilíbrio, velocidade, coordenação, flexibilidade e resistência evitando desequilíbrios musculares e lesão” afirma o educador físico André Bellaguarda, sócio da primeira academia de Treinamento Funcional no Ceará, a CrossFit.

AGACHA, AVANÇA, PUXA E EMPURRA

Os exercícios consistem basicamente em agachar, avançar, abaixar, puxar, empurrar, levantar e girar. De forma dinâmica, lúdica e com um gasto calórico elevado, o treinamento consegue fazer da atividade física um momento prazeroso e cheio de resultados. O treinamento funcional proporciona grande perda de gordura e gera uma manutenção da massa muscular e uma melhor definição do músculo.

De acordo com André Bellaguarda, o treinamento funcional é indicado para todas as pessoas sejam elas atletas ou não, jovens ou idosos. “Com essa metodologia de treino conseguimos adaptar os exercícios de acordo com a necessidade específica do aluno. Os interessados em aderir a essa nova modalidade de exercícios tem que ficar atento à qualificação dos profissionais. Muita gente diz que faz treinamento funcional, mas na realidade só faz um desequilíbrio, não utiliza, de fato, o método do treinamento funcional” alerta o especialista.

EXERCÍCIO E DIVERSÃO


Na CrossFit, a aula em grupo é ideal para quem deseja melhorar o condicionamento físico e emagrecer de forma rápida. “Com duração de uma hora, o treino acontece num circuito com módulos variados levando os praticantes a experimentar corridas na areia, na água, subidas na escada, exercícios diferenciados e outros”, afirma o educador físico.
Com um treinamento periódico é possível ter um gasto calórico de 800 calorias, aproximadamente. Bellaguarda afirma que em um mês é perceptível a perda de peso e de percentual de gordura. Ele lembra que o aluno precisa ter uma dieta balanceada, e para participar das atividades é preciso atestado médico válido.

Benefícios do Treinamento Funcional:
- Perda de Peso;
- Melhora da Postura;
- Melhora do equilíbrio muscular;
- Melhora do desempenho nos esportes;
- Diminuição de ocorrências de lesões;
- Melhora na eficiência dos movimentos;
- Maior estabilidade da coluna vertebral;
- Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
- Desenvolvimento da consciência
sinestésica (sensação do movimento).

SAIBA MAIS
SERVIÇO:
CrossFit Treinamento Funcional
Rua República do Líbano, 1415, Meireles.
Tel: (85) 3267-4795

http://www.oestadoce.com.br/index.php?acao=noticias&subacao=ler_noticia&cadernoID=27&noticiaID=42171#

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Treinamento Funcional PROGRAMA COMPLETO - Onde tudo Começa





Antes de começamos qualquer programa, meta ou desafio em nossas vidas, devemos planejar, estudar pontos fortes, pontos fracos e analisar possíveis contratempos. Em seguida tomar decisões baseadas no que coletamos e achamos a respeito do assunto. Com certeza se fizéssemos isso sempre em nossas vidas diminuiríamos e muito as chances de fracasso ou economizaríamos muito em tempo, dinheiro e etc.

Com programas de exercícios não é diferente. Quanto mais informações conseguirmos coletar de nossos alunos, maiores são as chances de conseguirmos ajustar o treino da melhor forma possível.

Para mim a ferramenta mais valiosa que tem no mercado atualmente para isso chama-se Functional Movement Systems o  FMS. Para quem trabalha com avaliação física e ainda não conhece o sistema FMS corra, pois esta deixando de utilizar um excelente teste com seus alunos.

Atualmente o que vemos nas academias são, avaliações físicas superficiais que tem como grande objetivo apenas quantificar percentual de gordura, peso, altura e etc. Quando o aluno volta para seu professor com a avaliação em mãos pouco se mudava, ao não ser na intensidade do treino. Principalmente alunos que praticam alguma atividade mais intensa ou se dedicam a um esporte, necessitam de dados mais significativos. Informações estas que dariam ao professor maiores informações e sugestões do COMO fazer e não somente do QUANTO fazer. É ai onde entra o FMS.

O FMS- Functional Movement Screen é um método de avaliação funcional criado pelos Fisioterapeutas Gray Cook e Lee Burton, de maior sucesso nos EUA. Uma forma diferente, atual e dinâmica de avaliar o seu aluno e obter informações qualitativas para elaborar os programas de Treinamento Funcional & “CORE” de acordo com fundamentos fisiológicos e biomecânicos. Gray Cook o criador do método, hoje é considerado um grande guru pelos mais experientes e renomados treinadores do mundo.

O que é o FMS?
O FMS é baseado em um sistema de pontuação o qual é usado para identificar os desequilíbrios musculares principais a serem trabalhados. È também uma maneira de identificar o progresso do aluno durante a sua reavaliação. Esse sistema de pontuação está diretamente interado a exercícios corretivos que são específicos para cada padrão de movimento básico.

Como Funciona? Movimento Simplificado
Simplesmente, o FMS é um sistema de ranking e pontuação que por sua vez analisa/documenta a performance do aluno durante padrões de movimentos básicos responsáveis pelo funcionamento eficiente da Cadeia Cinética. Portanto, com a devida avaliação dos movimentos básicos, esse sistema ( FMS) identifica limitações ou assimetrias musculares. Esses desequilíbrios musculares do corpo podem causar , pôr exemplo a) problemas motores; b) resultados ineficientes no trabalho funcional e condicionamento físico, e c) distorções na percepção de movimento; d)Dor articular.

O que o FMS Oferece? 
O FMS oferece dados suficientes para o educador físico prescrever o treinamento com total segurança e principalmente com excelentes RESULTADOS.
O sistema FMS simplifica o conceito de movimento e o seu impacto no corpo. Esse sistema oferece benefícios há todos incluindo os profissionais de fitness, o aluno de Personal como também médicos.

Comunicação – O sistema FMS oferece uma linguagem simples o que facilita a comunicação entre os profissionais de fitness, técnicos, e médicos quanto ao programa de exercícios e progresso do aluno/atleta.

Avaliação - O sistema FMS identifica assimetrias e limitações evitando-se muitas vezes a necessidade de avaliações mais extensas.

Padronização - O sistema FMS cria uma base funcional que marca o progresso inicial do aluno como também facilita o seu processo de reavaliação.

Segurança – O sistema FMS identifica rapidamente padrões de movimentos de limite do aluno (perigosos). Também facilita no desenvolvimento de programa de exercícios propícios ao nível do aluno.

Exercícios Corretivos – O sistema FMS oferece uma seleção de exercícios ou estratégias corretivas baseadas na pontuação final do FMS o que facilita o desenvolvimento de programas específico para o aluno.

Com tanto benefício ainda vai ficar fazendo aquelas avaliações focadas somente na estética?  Por que não integrar o FMS dentro de seus testes e dar a seus avaliados e colegas de profissão mais segurança e informação?

Fica a Dica...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Treinamento Funcional PROGRAMA COMPLETO Parte III


Coordenação





Habilita o esportista a dominar ações motoras em situações previstas e imprevistas de forma segura e econômica como também a aprender relativamente rápido novos gestos esportivos (Frey 1977)

A melhora das capacidades coordenativas tem influencia positiva em vários aspectos sejam eles ligados a modalidade esportiva ou não:

- Aumento de Precisão, economia e efetivação dos movimentos
- Otimização do fluxo de movimentos
- Melhora da descarga do córtex cerebral
- Aumento da capacidade sensório-motora de aprendizagem
- Profilaxia de acidentes e lesões

Quando falamos em aprendizagem motora e aumento da coordenação devemos entender um pouco melhor sobre as suas fazes, que são elas:

1-     Inconsciente – Inconsciente
Fase onde o individuo não consegue realizar o movimento e não sabe como deveria realizá-lo mesmo na forma cognitiva

2-     Inconsciente – Consciente
Neste momento o individuo ainda não consegue realizar o movimento mais já sabe como teoricamente deveria ser

3-   Consciente – Consciente
Acontece a realização do gesto motor porem este é a todo o momento pensado e analisado de forma consciente pelo individuo

4-  Consciente – Inconsciente
Esta é a fase final da aprendizagem onde o aluno ou atleta executa de forma perfeita o movimento sem precisar pensar no que esta fazendo, tornando o movimento automático e inconsciente.


Afinal, como podemos estimular  a coordenação?

 Segundo Weineck, a melhora das capacidades coordenativas ocorre por meio de 5 principais métodos:

Conjunto:
O movimento é aprendido pelo caminho direto ou seja abrangendo todo o gesto de uma só vez. Indicado para seqüências simples de movimento

Desmembramento:
São executadas a partir dos seus componentes funcionais e do mais fácil para o mais difícil, de forma progressiva. Indicado para seqüências difíceis e/ou complexas de movimento.

Concentrada
Entende-se como concentrada quando os estímulos são concentrados e ininterruptos. Indicado no inicio da aprendizagem quando o movimento é executado de forma grosseira com o intuído de dar uma visão geral de como deve ser feito.

Dividida
É constituída por um processo divido e interrompido varias vezes. Indicado para uma segunda fase de aprendizagem onde o indivíduo já sabe o que deve ser feito mesmo que em linhas gerais.

Treinamento Mental
Compreende-se em aprender ou aprimorar uma seqüência motora, imaginando-a intensivamente sem de fato exercitá-la ao mesmo tempo. Indicada quando já se tem uma noção bem clara do movimento.


Espero que tenha dado pra esclarecer um pouco sobre o trabalho de coordenção, e que com isso, tenha ajudado alguns colegas a incluir esses estimulos no treino de seus alunos. 

Proximo post: Agilidade